PORTEIRO DE UM PROSTÍBULO E UMA HISTÓRIA DE VIDA…

 

 

PORTEIRO DO PROSTÍBULO…HISTÓRIA REAL??

 

Muitos falam que sim, ou que não, mas de qualquer maneira, uma grande parabola de exemplo de tantos empreendedores.

 

 

Uma história verídica, que traz lição para todos!
Não havia no povoado pior emprego do que ‘porteiro da zona’.
Mas que outra coisa poderia fazer aquele homem?
O fato é que nunca tinha aprendido a ler nem escrever, não tinha nenhuma outra atividade ou ofício.
Um dia, entrou como gerente do puteiro um jovem cheio de ideias, criativo e empreendedor, que decidiu modernizar o estabelecimento.
Fez mudanças e chamou os funcionários para as novas instruções.

 

 

Ao porteiro disse:
– A partir de hoje, o senhor, além de ficar na portaria, vai preparar um relatório semanal onde registrará a quantidade de pessoas que entram e seus comentários e reclamações sobre os serviços.
– Eu adoraria fazer isso, senhor, balbuciou – Mas eu não sei ler nem escrever.
– Ah! Quanto eu sinto! Mas se é assim, já não poderá seguir trabalhando aqui.
– Mas senhor, não pode me despedir, eu trabalhei nisto a minha vida inteira, não sei fazer outra coisa.
– Olhe, eu compreendo, mas não posso fazer nada pelo senhor. Vamos dar-lhe uma boa indenização e espero que encontre algo que fazer. Eu sinto muito e que tenha sorte.

Dito isso, deu meia volta e foi embora. O porteiro sentiu como se o mundo desmoronasse. Que fazer?
Lembrou que no prostíbulo, quando quebrava alguma cadeira ou mesa, ele a arrumava, com cuidado e carinho.
Pensou que esta poderia ser uma boa ocupação até conseguir um emprego.
Mas só contava com alguns pregos enferrujados e um alicate mal conservado.
Usaria o dinheiro da indenização para comprar uma caixa de ferramentas completa.
Como o povoado não tinha casa de ferragens, deveria viajar dois dias em uma mula para ir ao povoado mais próximo para realizar a compra. E assim fez.

 

 

No seu regresso, um vizinho bateu à sua porta:
– Venho perguntar se você tem um martelo para me emprestar.
– Sim, acabo de comprá-lo, mas eu preciso dele para trabalhar, já que…
– Bom, mas eu o devolverei amanhã bem cedo.
– Se é assim, está bem.
Na manhã seguinte, como havia prometido, o vizinho bateu à porta e disse:
– Olha, eu ainda preciso do martelo. Porque você não o vende para mim?
– Não, eu preciso dele para trabalhar e além do mais, a casa de ferragens mais próxima está a dois dias de viagem, de mula.
– Façamos um trato – disse o vizinho.
Eu pagarei os dias de ida e volta, mais o preço do martelo, já que você está sem trabalho no momento. Que lhe parece?
Realmente, isto lhe daria trabalho por mais dois dias. Aceitou.
Voltou a montar na sua mula e viajou.
No seu regresso, outro vizinho o esperava na porta de sua casa.
– Olá, vizinho. Você vendeu um martelo a nosso amigo.
Eu necessito de algumas ferramentas, estou disposto a pagar-lhe seus dias de viagem, mais um pequeno lucro para que você as compre para mim, pois não disponho de tempo para viajar para fazer compras.

Que lhe parece?

O ex-porteiro abriu sua caixa de ferramentas e seu vizinho escolheu um alicate, uma chave de fenda, um martelo e uma talhadeira. Pagou e foi embora. E nosso amigo guardou as palavras que escutara: ‘não disponho de tempo para viajar para fazer compras’.
Se isto fosse certo, muita gente poderia necessitar que ele viajasse para trazer as ferramentas.
Na viagem seguinte, arriscou um pouco mais de dinheiro, trazendo mais ferramentas do que as que já havia vendido.
De fato, poderia economizar algum tempo em viagens.

A notícia começou a se espalhar pelo povoado e muitos, querendo economizar a viagem, faziam encomendas.
Agora, como vendedor de ferramentas, uma vez por semana viajava e trazia o que precisavam seus clientes.
Com o tempo, alugou um galpão para estocar as ferramentas e alguns meses depois, comprou uma vitrine e um balcão e transformou o galpão na primeira loja de ferragens do povoado. Todos estavam contentes e compravam dele.
Já não viajava, os fabricantes lhe enviavam os pedidos. Ele era um bom cliente. Com o tempo, as pessoas dos povoados vizinhos preferiam comprar na sua loja de ferragens, a ter de gastar dias em viagens.

Um dia ele lembrou de um amigo seu que era torneiro e ferreiro e pensou que este poderia fabricar as cabeças dos martelos.
E logo, por que não, as chaves de fendas, os alicates, as talhadeiras, etc …
E após foram os pregos e os parafusos…
Em poucos anos, ele se transformou, com seu trabalho, em um rico e próspero fabricante de ferramentas.
Um dia decidiu doar uma escola ao povoado.
Nela, além de ler e escrever, as crianças aprenderiam algum ofício.

 


No dia da inauguração da escola, o prefeito lhe entregou as chaves da cidade, o abraçou e disse:
– É com grande orgulho e gratidão que lhe pedimos que nos conceda a honra de colocar a sua assinatura na primeira página do livro de atas desta nova escola.
– A honra seria minha, disse o homem. Seria a coisa que mais me daria prazer, assinar o livro, mas eu não sei ler nem escrever, sou analfabeto.
– O Senhor? disse incrédulo o prefeito. O senhor construiu um império industrial sem saber ler nem escrever? Estou abismado. Eu pergunto:
– O que teria sido do senhor se soubesse ler e escrever?
– Isso eu posso responder, disse o homem com toda a calma: – Se eu soubesse ler e escrever… ainda seria o PORTEIRO DO PUTEIRO.
Então diga seu nome para que possamos escrever ao menos na ata. Meu nome é Valentin Tramontina, respondeu ele.
Essa história é verídica, e refere-se ao grande industrial Valentin Tramontina, fundador das Indústrias Tramontina, que hoje tem 10 fábricas, 5.500 empregados, produz 24 milhões de unidades variadas por mês e exporta com marca própria para mais de 120 países – é a única empresa genuinamente brasileira nessa condição. A cidadezinha citada é Carlos Barbosa, e fica no interior do Rio Grande do Sul.

 

 

Mais do que números, o que define a Tramontina é o esforço permanente para tornar a vida das pessoas cada vez melhor. Um esforço que se traduz em mais de 18 mil itens com propósitos e especificações distintas, mas com crenças e valores de uma marca única.

A Tramontina é reconhecida como referência de qualidade em mais de 120 países. Sua marca se apoia na inovação, no design, na tecnologia e no valor do capital humano para cumprir uma missão indelegável: gerar valor ao consumidor nas mais diversas fronteiras, culturas, épocas e ocasiões.

Os mais de 8 mil funcionários que atuam nas fábricas e demais unidades operacionais e comerciais são uma das forças que movem essa marca. Valorizá-los e qualificá-los é indispensável para o ideal de consolidar a própria Tramontina.

 

As comunidades onde a empresa se insere fazem parte desse ideal. Dos processos fabris às estratégias de atuação, cada passo da Tramontina é dado em consonância com os mais rigorosos padrões de gestão ambiental e responsabilidade social. Um cuidado que se expressa na preservação do patrimônio cultural e na capacidade de proporcionar bem-estar social.

Essa forma de atuar vem desde 1911, quando Valentin Tramontina fundou uma pequena ferraria na cidade de Carlos Barbosa/RS. Filho de imigrantes italianos, Valentin construiu um empreendimento sólido, forjado na dedicação, no valor do trabalho e na obstinação de entregar produtos confiáveis, com durabilidade e qualidade reconhecidas.

Mais de cem anos depois, o legado de Valentin permanece vivo nos produtos, na marca, nos valores, no clima de trabalho e, acima de tudo, na conduta diária de cada unidade da Tramontina. O resultado está em algo que vai além dos números: o prazer de fazer bonito.

 

Geralmente as mudanças são vistas como adversidades.
As adversidades podem ser bênçãos.
As crises estão cheias de oportunidades.
Se alguém lhe bloquear a porta, não gaste energia com o confronto, procure as janelas.
Lembre-se da sabedoria da água: ‘A água nunca discute com seus obstáculos, mas os contorna’.
Que a sua vida seja cheia de vitórias, não importa se são grandes ou pequenas, o importante é comemorar cada uma delas.

 

NIGERIANOS CONSTROEM CASA COM GARRAFAS PETS

Nigerianos constroem casas ecologicamente

corretas com garrafas (pets) plásticas e lama que são prova de chamas e a prova de balas

 

 

A primeira casa construída em garrafas pets (plástico ) no norte da Nigéria faz um respingo no país e atrai centenas de representantes curiosos e governamentais ou tradicionais.
Estas casas coloridas são resistentes a balas, retardantes de chama e podem resistir a terremotos. Eles também mantêm uma temperatura confortável, não produzem emissões de carbono e são alimentados por energia solar e gás metano a partir de resíduos reciclados.

 

 

 

O plástico está em toda parte. Na verdade, o ambiente é tão abundante que os pesquisadores prevêem que 99% de todas as aves do mundo terão plástico em seus intestinos até 2050.

Não é suficiente convencer as pessoas a usar menos, o plástico reutilizado deve ser mantido fora dos aterros sanitários. Apesar de infográficos informativos, estatísticas emocionais e programas de reciclagem, muitos países, especialmente os Estados Unidos, continuam a jogar plástico em aterros sem prestar muita atenção.

Essa triste realidade levou algumas pessoas a serem criativas com os resíduos produzidos pela sociedade. Alguns usaram resíduos de plástico para construir esculturas incríveis para aumentar a conscientização sobre o problema, enquanto outros decidiram construir casas ecologicamente corretas.

Conforme relatado pelo phys.org , a crise imobiliária tornou-se tão ruim na Nigéria que quase 16 milhões de residências são necessárias para lidar com a escassez. Na maior parte, a construção de casas tradicionais seria muito cara, os moradores adotaram a idéia apresentada por duas ONGs e estão construindo casas em garrafas plásticas.

 

Casas Ecológicas

Esta solução não só reduz os custos de construção de uma casa, mas também beneficia o meio ambiente.

 

 

 

Fundada pela ONG Associação de Desenvolvimento de Energias Renováveis ​​(DARE), com sede em Kaduna, com a ajuda da ONG Africa Community Trust, com sede em Londres, o projeto visa resolver dois problemas ao mesmo tempo, abordando roaming e meio ambiente. Não só haverá menos plástico nos aterros, mas também serão projetados lares para produzir zero emissões de carbono.

 

 

Além disso, é totalmente alimentado por painéis solares e gás metano feito a partir de resíduos humanos e animais reciclados.

A beleza original da casa vem de sua parede exterior feita de fundos redondos. Mas para aqueles que estão por trás desse projeto, não é tanto o design quanto os benefícios ambientais que devem ser apresentados.

 

 

As garrafas são cheias de areia e colocadas uma ao lado da outra. A lama desempenha o papel do cimento.

“Eu queria ver este prédio porque fiquei surpreso ao saber que ele foi construído a partir de garrafas de plástico”, disse Nuhu Dangote, um comerciante que fez uma longa viagem para ver a casa.

No mercado, a casa é falada. Alguns até veem isso como um evento mágico. Palavras que alimentaram a curiosidade do comerciante e outros visitantes da casa em garrafas de plástico.

Vinte e cinco casas estarão disponíveis para aluguel e construídas nesta propriedade, terreno doado por um empresário e ecologista grego.

 

As crianças estão ocupadas enchendo as garrafas de areia, esperando para ver uma escola construída sobre este novo campo, diz a BBC. O trabalho é conseqüente porque cada casa tem um quarto, uma sala de estar, um banheiro, um banheiro e uma cozinha, ou cerca de 7.800 garrafas plásticas. Esta técnica nasceu há nove anos e se desenvolveu na Índia, América Latina e América Central, oferecendo uma boa relação custo-benefício e uma alternativa ecológica aos tijolos convencionais.

 

 

De acordo com Yahaya Ahmed, da Associação de Desenvolvimento da Nigéria para Energias Renováveis, a casa construída a partir de garrafas de plástico custará um terço de uma casa de concreto e será mais durável. “A areia compactada em uma garrafa é 20 vezes mais forte que o tijolo” Adiciona.

 

 

Existe até a intenção de construir um prédio de três andares: as casas de garrafas são muito adequadas para o clima da Nigéria, porque a areia se isola do calor dos raios solares e ajuda a manter as temperaturas baixas no interior.

Os nigerianos da fonte constroem casas eco-amigáveis ​​com frascos plásticos e lama: https://www.bbc.co.uk/news/world-africa-14722179

Verdadeiro ativista

Crédito de imagem: Andreas Froese / ECOTEC

 

STEVE JOBS E SUAS ÚLTIMAS PALAVRAS

 

Como um dos líderes de negócios mais bem-sucedidos do nosso tempo, não é surpresa que Jobs tenha sido um importante tomador de decisões. Ele sempre tomou a decisão certa? Não, mas ele sempre se levantou, aprendeu com seus erros e tentou novamente. Isso pode muitas vezes ser o principal desafio para muitos empreendedores, pois mergulhar nas águas complexas dos negócios não é fácil nadar quando você não tem coragem ou determinação.

Isso, de acordo com Steve Jobs, é o cerne de sua abordagem para tomar decisões:

Você não pode conectar os pontos olhando para frente; você só pode conectá-los olhando para trás. Então você tem que confiar que os pontos de alguma forma se conectarão no seu futuro. Você tem que confiar em algo – seu intestino, destino, vida, karma, qualquer coisa. Essa abordagem nunca me decepcionou e fez toda a diferença na minha vida.

Steve Jobs morreu bilionário por um câncer de pâncreas aos 56 anos, e aqui estão suas últimas palavras na cama doente :

 

 

“Cheguei ao auge do sucesso no mundo dos negócios. Nos olhos de outros, minha vida é um epítome do sucesso. No entanto, além do trabalho, tenho pouca alegria. No final, a riqueza é apenas um fato da vida ao qual estou acostumado. Neste momento, deitado na cama doente e recordando toda a minha vida, percebo que todo o reconhecimento e riqueza que eu me orgulhei tanto, se empalidece e fica sem sentido diante da morte iminente.

Você pode empregar alguém para dirigir o carro para você, ganhar dinheiro para você, mas você não pode ter alguém para suportar a doença para você.

Coisas materiais perdidas podem ser encontradas. Mas há uma coisa que nunca pode ser encontrada quando está perdida – “Vida”.

Quando uma pessoa entra na sala de cirurgia, ela vai perceber que há um livro que ela ainda tem que terminar de ler – o “Livro da Vida Saudável”.

Qualquer que seja o estágio da vida em que estamos agora, com o tempo, enfrentaremos o dia em que a cortina irá cair.

Presenteie amor para sua família, amor pelo seu cônjuge, amor pelos seus amigos …

 

Cuide-se bem. Valorize os outros

 

 

 

À medida que envelhecemos e portanto, mais sábios ficamos, percebemos lentamente que usar um relógio de US$ 300 ou US $30 – ambos marcarão a mesma hora …

Quer portemos uma carteira / bolsa de US $300 ou US $30 – a quantidade de dinheiro dentro dela é a mesma;

Quer dirijamos um carro de US $150.000 ou um carro de US $30.000, a estrada e a distância são as mesmas e chegamos ao mesmo destino.

Quer bebamos uma garrafa de vinho de US $300 ou US $10 – a ressaca é a mesma;

Se a casa em que vivemos é de 300 ou 3000 Metros quadrados – a solidão é a mesma.

Você perceberá que sua verdadeira felicidade interior não vem das coisas materiais deste mundo. Quer você voe em primeira ou em classe econômica, se o avião cair – você desce com ele …

Portanto .. Espero que você perceba, quando você tem amigos e velhos amigos, irmãos e irmãs, com quem você conversa, ri com, brinca, canta canções, fala sobre o norte-sul-leste-oeste ou céu e terra, …. Isso é a verdadeira felicidade !!

 

Cinco fatos inegáveis ​​da vida

 

 

 

1. Não ensine seus filhos a serem ricos. Eduque-os para serem felizes. Então, quando crescerem, saberão o valor das coisas e não o preço.

2. Melhores palavras premiadas em Londres … “Coma sua comida como os seus medicamentos. Caso contrário, você terá que comer medicamentos como sua comida.”

3. Aquele que ama você nunca o deixará por outro, porque mesmo que haja 100 razões para desistir, ele ou ela encontrará uma razão para ficar.

4. Há uma grande diferença entre um ser humano e ser humano.

Poucos realmente entendem isso.
5. Você é amado quando você nasce. Você será amado quando morrer. No meio, você terá que gerenciar!

 

Seis melhores médicos do mundo

 

 

1. Luz Solar
2. Descanso
3. Exercício
4. Dieta
5. Auto-Confiança e
6. Amigos

Mantenha-os em todas as fases da vida e você desfrutará de uma vida saudável.

Se você quer apenas andar rápido, ande sozinho. Mas se você quiser caminhar longe, ande junto !

5 LIÇOES DE VIDA DE OPRAH WINFREY

5 lições de vida que toda mulher pode aprender com Oprah Winfrey

 

Não há dúvida de que Oprah Winfrey é uma enorme inspiração para homens e mulheres de todo o mundo. Ela se levantou do fundo e fez um talk show de sucesso por quase três décadas inteiras. Depois disso, ela agora tem sua própria rede.

A jornada e as provações de Oprah Winfrey sem dúvida nos dão muitas lições. Abaixo estão alguns que toda mulher poderia aprender com essa grande dama.

 

1. Tenha autoconfiança

Se Oprah pudesse se levantar sozinha após um estupro e um aborto antes dos 20 anos, poderíamos fazer muito. Além disso, seu talk show foi ao ar quando esse gênero específico não era tão moderno. Na verdade, foi ela que fez dos talk shows da tarde mais um refúgio do que um espaço para brigas.

 

2. Faça seu estilo funcionar

Embora Oprah realmente não tivesse alguém muito compreensível para cuidar de seu campo, ela não se incomodou em copiar . O público viu seu show como um lugar de conforto no mundo da TV. Ela exalava uma espécie de sinceridade que raramente é encontrada em âncoras de TV ou em seus convidados.

Como resultado, ela conseguiu atrair algumas pessoas de uma maneira sem precedentes. Ir ao show de Oprah Winfrey foi uma grande honra quando estava no ar. E foi tudo porque uma mulher se recusou a mudar a si mesma para imitar os melhores shows da moda.

3. Permaneça fiel aos seus ideais

 


Muitas mulheres se sentem forçadas a expressar pontos de vista com os quais não concordam totalmente a fim de seguir em frente. No entanto, Oprah abriu o caminho para mostrar à mulher moderna o quão confiante deve ser em seus valores.

Mesmo no último episódio de seu show, Oprah teve tempo para compartilhar alguns de seus ideais com suas companheiras. Estas incluíam algumas mensagens muito poderosas que qualquer um faria bem em incutir em suas vidas.

4. Não tenha medo de falhar

 

Oprah insistiu em que toda mulher pensasse em si mesma como uma rainha. Uma rainha tem que tomar muitas decisões e lidar com muitas responsabilidades. Como tal, ela não tem tempo para temer o fracasso. Houve várias vezes que a própria Oprah falhou, mas ela usou esse fracasso como um trampolim para seu sucesso.

Na verdade, Oprah “ falhou ” primeiro no mesmo campo em que mais tarde se destacou. Ela era uma âncora em Baltimore, mas foi demitida do trabalho. Ela teve que lidar com assédio e sexismo, assim como qualquer outra mulher faz em algum momento.

5. Mudança Precisa Acontecer

 

 

Oprah sempre teve uma mente extremamente otimista. Ela viu o pior da vida e fez o melhor possível. Um de seus ditos é “não podemos nos tornar o que precisamos ser permanecendo quem somos”. É uma maneira de dizer que, mesmo quando você está quebrado, você pode se levantar das cinzas e se tornar algo novo.

Este conselho da Oprah também permite que as mulheres saibam que precisam se movimentar e mudar para obter sucesso . O sucesso pode ser a mudança que eles querem ver no mundo ou na vida que querem viver. De qualquer forma, Oprah nos diz que o nosso caminho está lá para nós caminharmos, não para sentar e esperar que algo bom aconteça.

Em quase três décadas de um show de sucesso, Oprah nos mostrou o que uma mulher pode realizar contra todas as probabilidades. Para as mulheres que estão lutando com obstáculos físicos e mentais, Oprah é como uma luz brilhante. Faríamos bem em fazer alguma pesquisa sobre ela e obter o máximo de sabedoria possível.

Fonte: Envelhecer com Estilo

PRINCIPAIS DIREITOS DO CONSUMIDOR

 

 

 

É extrema importância que todos tenham conhecimento dos seus direitos, tanto das leis usuais, como do Código de Direitos do Consumidor. Aqui um pequeno apanhado para um pouco de conhecimento. Sempre consulte o Código e o Procon para exigir que os seus direitos sejam respeitados.

É provável que você já tenha ouvido falar sobre os direitos do consumidor. Eles surgiram de forma consolidada no Brasil em 1988 e até hoje tem papel fundamental na sociedade brasileira, pois através desse código é possível conter diversos tipos de práticas abusivas de fornecedores como:

Cobrança indevida;

Direito de troca de produtos;

Direito a Nota Fiscal;

Propaganda enganosa;

Venda casada;

Taxas e valores abusivos;

Os direitos do consumidor são uma garantia extremamente importante do Direito brasileiro. Em uma relação de consumo, o vendedor de determinado produto ou serviço geralmente dedicou mais tempo à venda de seu produto, do que o comprador irá dedicar à compra.

Isso quer dizer que, sem os direitos do consumidor, há uma falta de equilíbrio entre as possibilidades de abuso que um fornecedor pode oferecer a seu comprador, e a capacidade que este possui de identificar estes abusos à primeira vista.

Entre outros abusos comuns que, quando não observados com cuidado, podem nos prejudicar sem que nem percebamos. Para diminuir as chances de sofrer do problema, confira os principais direitos do consumidor para você ficar atento aos seus direitos:

 

Proteção da vida e da saúde

Neste caso é importante ressaltar que o fornecedor, antes da venda ou realização do serviço deve informar ao consumidor os possíveis riscos que eles podem oferecer à saúde ou a sua segurança.

 

 

Educação para o consumo

É obrigatório o consumidor ser orientado de forma correta quanto à utilização do produto e/ou do serviço solicitado. E caso as dúvidas não sejam sanadas através dos manuais de instrução, o mesmo deve ser respaldado pelo fornecedor, esclarecendo todas as dúvidas e informando todas as orientações necessárias.

 

Liberdade de escolha

Esse ponto é muito importante, entre os direitos do consumidor. Muitas vezes, o consumidor é coagido sutilmente pelo fornecedor a adquirir determinado produto, e isso não pode ocorrer pois é de total direito do consumidor a livre escolha do produto ou serviço que achar melhor, sem interferência de terceiros que influenciem na compra.

 

Informação

O comprador antes de tomar qualquer tipo de decisão tem como direito receber todas as informações precisas referentes ao produto ou serviço ao qual está adquirindo de forma clara e questionar quantas vezes for necessário o fornecedor para sanar todas suas dúvidas antes da contratação.

 

Proteção contra a publicidade enganosa ou abusiva

É comum o consumidor se encantar por um produto ou serviço apresentado mediante a propaganda e ao adquirir o produto se decepcionar devido ao prometido não ser cumprido. E caso o prometido não seja cumprido, você tem total direito a devolução do produto ou o cancelamento do contrato (no caso de prestação de serviço).

Neste caso, faz parte dos direitos do consumidor poder exigir exatamente o que foi apresentado no anúncio ou receber o seu dinheiro de volta. É determinantemente proibida a propaganda enganosa e abusiva.

 

 

Consumidor tem proteção contratual

O código de defesa do consumidor conhecido como CDC protege o consumidor caso não seja cumpridas as cláusulas referentes ao contrato de adesão assinado pelo fornecedor VS o comprador ou quando a mesma é feita de maneira abusiva perante o consumidor.

E caso isso não ocorra, o contrato pode ser anulado pelo consumidor sem qualquer tipo de multa contratual.

 

Indenização

Caso o consumidor seja prejudicado pelo fornecedor ao adquiriu o produto e/ou serviço, o mesmo tem direito a ser recompensado pelos danos morais sofridos.

O consumidor deve entrar em contato imediatamente com o PROCON (Órgão responsável pela proteção do consumidor) tendo total direito de acesso a outros órgãos quando necessário, sendo eles Justiça, Juizados Especiais entre outros.

 

Qualidade dos Serviços Públicos

É obrigatório os Serviços Públicos apresentarem serviço de qualidade e garantirem o bom atendimento do consumidor. Caso isso não ocorra, o consumidor deverá entrar em contato com o órgão responsável abrindo uma reclamação para ter seu problema solucionado com agilidade.

 

Acesso à justiça

O consumidor tem total direito de recorrer à justiça quando se sentir desrespeitado perante seus direitos junto ao fornecedor.

 

 

Facilitação da defesa dos seus direitos

A facilitação da defesa de seus direitos com a inversão do ônus da prova a seu favor no processo civil, quando, a critério do juiz, for verossímil a alegação ou quando for ele hipossuficiente, segundo as regras ordinárias de experiências – Esse é no meu entender a maior vitória dos consumidores, a inversão do ônus da prova.

 

Nome deve ser limpo até cinco dias após pagamento da dívida

Uma decisão da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que, depois que o consumidor paga uma dívida atrasada, o nome dele deve ser retirado dos órgãos de proteção ao crédito em no máximo cinco dias. O prazo deve ser contado a partir da data de pagamento;

 

Construtora deve pagar indenização por atraso em obra

Os órgãos de defesa do consumidor entendem que a construtora deve indenizar o consumidor em caso de atraso na entrega do imóvel, diz Maria Inês Dolci, da Proteste. Algumas empresas, ao perceberem que a obra vai atrasar, têm por hábito já oferecer um acordo ao consumidor antecipadamente. O melhor, porém, é procurar orientação para saber se o acordo oferecido é interessante;

 

Bancos devem oferecer serviços gratuitos

O consumidor não é obrigado a contratar um pacote de serviços no banco. Isso porque as instituições financeiras são obrigadas a oferecer uma quantidade mínima de serviços gratuitamente, como o fornecimento do cartão de débito, a realização de até quatro saques e duas transferências por mês e o fornecimento de até dois extratos e dez folhas de cheque mensais;

 

 

 

Não existe valor mínimo para compra com cartão

A loja não pode exigir um valor mínimo para o consumidor pagar a compra com cartão. Segundo o Idec e o Procon, se a loja aceita cartão como meio de pagamento, deve aceitá-lo para qualquer valor nas compras à vista. A compra com o cartão de crédito, se não for parcelada, é considerada pagamento à vista. Cobrar mais de quem paga com cartão de crédito fere o inciso V do artigo 39 do CDC (Código de Defesa do Consumidor), que classifica como prática abusiva exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva;

 

Você pode desistir de compras feitas pela internet

Quem faz compras pela internet e pelo telefone pode desistir da operação, seja por qual motivo for, sem custo nenhum, em até sete dias corridos. “A contagem do prazo inicia-se a partir do dia imediatamente posterior à contratação ou recebimento do produto”, diz o Procon de São Paulo. A regra está no artigo 49 do CDC. A contagem não é interrompida nos finais de semana ou feriados;

 

Você pode suspender serviços sem custo

O consumidor tem o direito de suspender, uma vez por ano, serviços de TV a cabo, telefone fixo e celular, água e luz sem custo. No caso do telefone e da TV, a suspensão pode ser por até 120 dias; no caso da luz e da água, não existe prazo máximo, mas depois o cliente precisará pagar pela religação, diz Maria Inês Dolci, da Proteste;

 

Cobrança indevida deve ser devolvida em dobro

Quem é alvo de alguma cobrança indevida pode exigir que o valor pago a mais seja devolvido em dobro e corrigido. A regra consta do artigo 42 do CDC. Se a conta de telefone foi de R$ 150, por exemplo, mas o cliente percebeu que o correto seriam R$ 100, ele tem direito de receber de volta não só os R$ 50 pagos a mais, e sim R$ 100 (o dobro) corrigidos;

 

Você não precisa contratar seguro de cartão de crédito

As administradoras de cartão de crédito sempre tentam oferecer aos clientes seguros que protegem o consumidor contra perda e roubo. Órgãos de defesa do consumidor entendem, porém, que se o cartão for furtado e o cliente fizer o bloqueio, qualquer compra feita a partir dali será de responsabilidade da administradora, mesmo que ele não tenha o seguro;

 

Quem compra imóvel não precisa contratar assessoria

Quando vai adquirir um imóvel na planta, o consumidor costuma ser cobrado pelo Sati (Serviço de Assessoria Técnico Imobiliária), uma assistência dada por advogados indicados pela imobiliária. Esta cobrança não é ilegal, mas também não é obrigatória. O contrato pode ser fechado mesmo sem a contratação da assessoria;

 

Passagens de ônibus têm validade de um ano

As passagens de ônibus, mesmo com data e horário marcados, têm validade de um ano, de acordo com a da Lei nº 11.975, de 7/6/2009. Caso não consiga fazer a viagem na data marcada, o passageiro deve comunicar a empresa com até três horas de antecedência. Depois, poderá usar o bilhete em outra viagem, sem custos adicionais (mesmo se houver aumento de tarifa);

 

 

Se o consumidor desistir de um curso, tem direito a receber o valor das mensalidades pagas antecipadamente

Se houver desistência, as parcelas pagas referentes aos meses que não serão cursados deverão ser devolvidas. Porém, não há a obrigação do curso devolver o valor pago pelo material didático. O Idec considera abusiva qualquer cláusula contratual que estabeleça a não devolução do valor pago. No entanto, a escola pode cobrar multa, desde que isso esteja previsto no contrato, e que o valor fixado não seja abusivo. Por lei, o limite para multa com cancelamento de contrato é de 10%;

 

Doador de sangue tem direito a meia entrada

Doadores de sangue registrados em hemocentro e bancos de sangue de hospitais dos estados Paraná (Lei Estadual 13.964/2002), Espírito Santo (Lei Estadual 7.737/2004) e Mato Grosso do Sul (Lei Estadual nº 3.844/2010) têm direito à meia-entrada, pagando assim a metade do valor estipulado ao público geral para o ingresso a espetáculos culturais, eventos esportivos, cinemas, exposições, entre outros;

 

Toda loja deve expor preços e informações dos produtos

Artigo 6, parágrafo terceiro do CDC: a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade, tributos incidentes e preço, bem como sobre os riscos que apresentem;

 

Se a ligação do celular for interrompida, você pode repeti-la em até 120 segundos

Resolução nº 604, de 27 de novembro de 2012, aprova alteração no Regulamento do Serviço Móvel Pessoal (SMP) para que chamadas sucessivas feitas de celular para um mesmo número sejam consideradas uma única ligação para efeitos de tarifação. Para serem consideradas sucessivas, as chamadas deverão ser refeitas no intervalo máximo de 120 segundos entre os mesmos números de origem e de destino;

 

O fornecedor deve responder por defeitos de fabricação até mesmo fora do período de garantia

Segundo o CDC, os fornecedores respondem pelos defeitos de qualidade ou quantidade que tornem produtos inadequados ao consumo ou diminuam seu valor. E não adianta dizer que não sabia de nada: o fato do fornecedor desconhecer o erro não o exime da responsabilidade. Tampouco é possível escapar da obrigação por meio de cláusulas em letrinhas miúdas – a lei proíbe que o contrato atenue ou exonere o fornecedor de responder pelo problema. Quando se tratam de problemas aparentes (ou facilmente perceptíveis) em serviços ou produtos não duráveis, o consumidor tem até 30 dias para fazer sua reclamação. No caso dos duráveis, esse prazo é de até 90 dias.

A situação se torna mais polêmica quando se trata dos chamados “vícios ocultos”, ou seja, defeitos que não são facilmente identificados e podem demorar anos para se manifestarem. A lei deixa claro que o consumidor tem direito à reparação de falha oculta até o fim da vida útil do produto e não apenas durante o período de garantia. O prazo para reclamação começa a contar a partir do momento em que o defeito de fabricação foi notado.